Notícia



20.º Aniversário do Mestrado em Estudos sobre as Mulheres

Notícia

A Universidade Aberta foi a primeira universidade portuguesa a criar um curso de nível superior em estudos sobre as mulheres/de género. O Mestrado em Estudos sobre as Mulheres (MEM) foi instituído por deliberação do Senado Universitário da Universidade Aberta, em sessão de 14 de julho de 1994, e o primeiro curso realizou-se em 1995. É com satisfação e orgulho que a Universidade Aberta (UAb) assinala este ano 20 anos da 1.ª edição do curso que teve lugar no Palácio Ceia, em Lisboa.

A Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM), associação de caráter científico que visa apoiar, promover e dinamizar os Estudos sobre as Mulheres/Estudos de Género/Estudos Feministas em todas as áreas do saber, tomou a iniciativa de se associar à dinamização do programa de comemorações dos 20 anos do Mestrado.

De novembro de 2015 a julho de 2016 está programado um conjunto de iniciativas públicas que visam:
- destacar os trabalhos pioneiros realizados no quadro do MEM da Universidade Aberta, designadamente as teses de mestrado e de doutoramento, as publicações, os projetos de investigação e colaborações institucionais daí resultantes;
- criar um espaço de reflexão sobre o futuro deste domínio científico e potenciar parcerias com instituições de cariz diverso.
O programa inclui conferências, mostra de cinema e performances artísticas com a participação de especialistas nacionais e internacionais.

A sessão inaugural realizou-se a 5 de novembro, com a participação do Reitor da UAb, da Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, da Presidente da Associação de Estudos sobre as Mulheres e da Coordenação do Mestrado. Foi proferida a conferência Why stories still matter: gender and sexuality in a new feminist landscape, pela professora Clare Hemmings, da London School of Economics and Political Science (Reino Unido).

Realiza-se ainda em novembro, no dia 26 às 21h30, em parceria com a Cinemateca de Lisboa, uma sessão com o filme Yvone Kane realizado por Margarida Cardoso, seguindo-se um debate que contará com a presença da realizadora. Esta sessão é um pretexto para celebrar o esforço e coragem de honrar as mulheres como sujeitos, neste caso podendo reconhecer e abrir um espaço de debate para o trabalho fundamental de uma realizadora portuguesa que se tem debruçado sobre a nossa experiência colonial e pós-colonial. Yvone Kane é um filme que segue uma mulher no retorno à África da sua infância, na procura de uma verdade sobre o assassinato de uma guerrilheira africana e de um reencontro com sua mãe. Nesta demanda e deambulação justapõem-se temporalidades específicas e indeterminadas no cruzamento de memórias individuais e coletivas, constituindo uma conceção de cinema que é um bom ponto de partida para uma discussão sobre o caminhar de um sujeito-mulher através do cinema.

As comemorações do Mestrado em Estudos sobre as Mulheres prosseguem em 2016 com outras iniciativas, a divulgar oportunamente. Encontra-se atualmente na sua 13.ª edição, com candidaturas abertas até 16 de novembro de 2015.





 © Universidade Aberta 2008    Otimizado para: Resolução 1024x768 / Internet Explorer 7 / Firefox 3